Return to site

Finlândia lança seu segundo Contrato de Impacto Social

SIBHub Brasil

por Hamna Nazir

Em junho, o Ministério dos Assuntos Econômicos e do Emprego lançou o segundo Contrato de Impacto Social da Finlândia, com foco na integração de imigrantes e refugiados no mercado de trabalho do país. É o primeiro CIS financiado pelo Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos (do inglês European Fund for Strategic Investments ou EFSI) do Fundo Europeu de Investimento (do inglês European Investment Fund ou EIF), instituição da União Europeia que prevê apoio à pequenas e médias empresas na região.

Os imigrantes em busca de um emprego reforçam o crescimento econômico da Finlândia, mas muitas vezes enfrentam barreiras adicionais para encontrar trabalho em relação à população nativa. De acordo com o Ministério, a taxa de desemprego dos imigrantes é 2 a 5 vezes maior do que a da população nativa por muitos anos. Um fator que contribui para essa diferença é que eles necessitam de muito mais tempo para entrar no mercado de trabalho.

O objetivo do CIS é fornecer apoio para a integração de 2.500 a 3.700 imigrantes e refugiados no mercado de trabalho finlandês através de treinamentos e suporte no desenvolvimento de capacidades para adequação a empregos disponíveis, e contará com um investimento de 10 milhões de euros do EIF.

“Atualmente, a Europa enfrenta novos desafios. É por isso que temos de ser criativos na procura de soluções inovadoras para apoiar os imigrantes em sua entrada no mercado de trabalho. Com este CIS podemos oferecer-lhes trabalho e educação, bem como ajudá-los a integrar-se na sociedade finlandesa. Além disso, os imigrantes trazem novas ideias e conhecimento para as empresas.” 

Jari Gustafssonm, Secretário do Ministério dos Assuntos Econômicos e Emprego

A fim de aumentar as chances de sucesso do CIS, as empresas que participarão programa representam os setores com escassez de mão de obra, como a indústria manufatureira, construção e comércio. O programa será implementado em duas regiões no sul do país e depois será estendido onde há escassez de mão de obra, de acordo com a necessidade, e terá a duração de sete anos.

Além deste CIS, o governo finlandês também já lançou um CIS para o desenvolvimento da força de trabalho local. O primeiro CIS do país, lançado em Novembro de 2015, buscou reduzir o número de licenças de trabalho por doença solicitadas por funcionários do setor público na capital do país, Helsinki, através da melhora no bem-estar ocupacional e no local de trabalho.

Para ler as notícias na íntegra em inglês, acesse: https://goo.gl/Afhe1R

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly