Return to site

Contrato de Impacto Social na Índia comunica resultados do segundo ano do programa

SIBHub Brasil

por Isabel Rodrigues

Os resultados do segundo ano do primeiro Contrato de Impacto para Desenvolvimento (Development Impact Bond ou DIB) no mundo continuam a demonstrar os benefícios do modelo de financiamento baseado em resultados.

 

Na Índia, cerca de 3,7 milhões de meninas estão fora da escola. Esse grupo tem menos chances de sobreviver à gravidez e ao parto em comparação ao grupo de meninas que foram educadas, se casam quatro anos antes e têm três vezes mais chances de contrair o HIV. O investimento na educação infantil, principalmente de meninas, ajuda a interferir no ciclo de pobreza: meninas educadas ganham 10% mais, têm menos e mais saudáveis filhos, e são mais propensas a encaminhar seus próprios filhos à escola.

 

No Rajastão, 40% das meninas abandonam a escola antes de atingir a quinta série e para aquelas que permaneceram a qualidade é baixa. Apenas 15% das crianças em escolas primárias podem ler uma história simples em hindi.

 

O DIB, lançado em junho de 2015, foi o primeiro CIS a ser testado em um país em desenvolvimento com uma organização não governamental como financiador de resultados. Seu objetivo é financiar um programa de melhoria de educação de 15 mil crianças por três anos implementado pela ONG Educate Girls no distrito rural remoto de Bhilwara, no Rajastão. O modelo mede o progresso através de duas métricas: o número de meninas fora da escola matriculadas no ensino primário e o progresso das meninas e meninos em inglês, hindi e matemática.

 

No primeiro ano de programa, o Educate Girls matriculou 44% das meninas e alcançaram 23% dos resultados de melhoria da aprendizagem. Os resultados do segundo ano mostram que a Educate Girls atingiu 87,7% do alvo de matrícula de 3 anos e 50,3% do alvo de aprendizado de 3 anos.

"O DIB trouxe uma mudança no DNA da nossa organização e teve um efeito de ondulação positivo em toda a nossa organização. O foco nítido nos resultados e a flexibilidade na entrega do programa que vem com um contrato de pagamento por resultados nos permitiram oferecer resultados melhorados."

Safeena Husain, diretora executiva da Educate Girls

No final do programa DIB, se métricas de sucesso de matrícula e de aprendizagem forem alcançadas, o investimento inicial será devolvido à Fundação UBS Optimus pelo pagador final, neste caso, a Fundação do Fundo de Investimento da Criança (CIFF). O CIFF pagará juros de até 15 por cento, dependendo de quão longe os objetivos de aprendizagem das crianças sejam atingidos. A ONG Educate Girls também receberá parte deste pagamento se atingir seus objetivos.

Para ler na íntegra em inglês, acesse: https://goo.gl/yAHZUp

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly