Return to site

Austrália lança mais dois Contratos de Impacto Social

SIBHub Brasil

por Hamna Nazir

O governo australiano acaba de lançar mais dois contratos de impacto social: o primeiro na área de bem-estar infantil e familiar e o segundo na área de saúde. Essas emissões levaram o país à quarta posição no mundo, com um total de seis CIS emitidos.

Em abril de 2017, a Social Ventures Austrália (SVA) lançou o “Newpin Queensland Social Benefit Bond”, o primeiro CIS no estado de Queensland. O CIS busca reconectar famílias, principalmente apoiando e capacitando as famílias para quebrar o ciclo de negligência e abuso infantil, a fim de proporcionar casas seguras e favoráveis para crianças.

Atualmente mais de 9.000 crianças em Queensland vivem em cuidados fora do domicílio, isto é, eles não moram com seus próprios pais, e sim em orfanatos, com outros parentes, ou em um serviço residencial. O foco do programa serão os aborígenes australianos (chamados “First Australians”). De acordo com o Social Finance UK, uma criança de origem aborígene é nove vezes mais propensa de viver longe de sua família do que uma criança de origem não-aborígene. Essa alta proporção é resultado da extrema pobreza e desvantagem social dessa população, bem como políticas sociais passadas de assimilação, particularmente associados à separação forçada de crianças aborígenes de seus pais, geralmente em cuidados não-aborígenes.

Além de possuir um impacto social muito forte, crianças em cuidados fora do domicílio têm um impacto econômico muito alto: durante 2014 e 2015, o governo de Queensland gastou uma média de $50,000 dólares australianos por criança.

O programa Newpin é um modelo estabelecido na Austrália, que responde às necessidades das mães que enfrentam problemas como isolamento social, doenças mentais, violência familiar, desvantagem social, uso indevido de drogas e álcool ou baixa autoestima e visa romper ciclos intergeracionais de abuso e negligência infantil. Ele terá a duração de 18 meses e será entregue em três regiões diferentes de Queensland, com o piloto planejado para começar em 2018 na região Cairns. Tanto os pais quanto as crianças em idade pré-escolar frequentarão os centros pelo menos duas vezes por semana e deverão participar de atividades como módulos parentais, reuniões de grupos terapêuticos e atividades de desenvolvimento infantil. Ao longo de cinco anos, aproximadamente 200 pais (com aproximadamente 560 crianças) serão encaminhados ao programa.

A SVA está levantando 6 milhões de dólares australianos para financiar o programa que será fornecido por UnitingCare Queensland, uma ONG local que permanece a rede nacional de UnitingCare, especializada em entrega de serviços de saúde e comunitários para pessoas em situação de vulnerabilidade na cidade. O contrato prevê um retorno de 7,5% por ano para os seus investidores, sendo estes retornos vinculados ao número de crianças reunificadas com as suas famílias através do programa.

O Newpin Queensland é baseado em outro contrato de impacto social já lançado pela SVA, o “Newpin New South Wales Social Benefit Bond”. Este programa já alcançou alguns resultados positivos, e atualmente está em seu quarto ano. Através do mesmo prestador de serviço, o UnitingCare, o Newpin New South Wales reunificou 130 crianças ao cuidado de seus pais com êxito, e entregou um retorno de 12% por ano aos investidores durante um período de três anos até o dia 30 de junho de 2016.

“Desde o lançamento do primeiro CIS australiano em 2013, vimos um considerável espaço para esse mecanismo à medida que a demanda cresce em busca formas inovadoras de financiar soluções para problemas sociais desafiadores. Esta é uma oportunidade de investimento de alto impacto que visa gerar um retorno financeiro competitivo ao mesmo tempo que cria um impacto de longo prazo na vida de crianças e famílias em situação de vulnerabilidade.”

Rob Koczkar, CEO da Social Ventures Australia

No mês seguinte, a SVA lançou um novo CIS: o Resolve Social Benefit Bond (Resolve SBB) em New South Wales, o primeiro CIS australiano que aborda o cuidado das pessoas com transtornos mentais. O SVA está angariando 7 milhões de dólares australianos para o programa, que pretende ajudar aproximadamente 530 pessoas ao longo de sete anos.

O Resolve SBB será entregue pela Flourish Australia, uma organização reconhecida no país, e tem por objetivo auxiliar pessoas com um alto índice de reincidência em emergências, que passam longos períodos admitidos em unidades de internação para indivíduos com distúrbios mentais. O programa atuará com uma combinação de intervenções através de um serviço residencial: cuidados periódicos de crise; suporte psicossocial, médico e de saúde mental; e uma linha de apoio para assistência pós-horário com colegas. De acordo com o SVA, é uma maneira inovadora dado que a maioria dos funcionários são indivíduos que já passaram experiências pessoais de transtornos mentais. Isso permite que eles utilizem suas próprias experiências para se engajar e atuar como um modelo para os participantes.

Os retornos para os investidores serão baseados nas economias geradas para o governo de New South Wales, em particular reduzindo o número de dias de internação em undiades hospitalares. O Resolve SBB busca um retorno de 7,5% por ano. Vale destacar que esse é o quarto CIS lançado em New South Wales, que já lançou CIS nas áreas de justiça criminal e bem-estar infantil e familiar.

Para ler as notícias na íntegra em inglês, acesse: https://goo.gl/k92ARy ; https://goo.gl/Qg6M7g

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly